Distrito Federal e Região

Servidora cria campanha para deter o vírus H1N1

O número de brasilienses mortos por H1N1 dobrou em duas semanas. São seis os casos confirmados no último boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde, três a mais do que o divulgado no balanço anterior. No total, a gripe levou 15 pessoas a óbito, sendo que 40% delas contraíram o Influenza A H1N1, considerado o subtipo viral mais grave da doença. Em menos de 24 horas da manifestação dos primeiros sintomas de um suposto resfriado, o estudante Lucas de Castro Dias Buarque de Gusmão, 23 anos, teve a morte declarada após dar entrada no Hospital Regional da Asa Norte (Hran), em 27 de maio. O H1N1 foi o responsável por tirar, de forma abrupta, a vida de um jovem saudável que, segundo a mãe, a servidora pública Thâmar Castro Dias, tomava as vacinas todos os anos.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios